Unidade Hoteleira - Belíssimo projecto inacabado

Unidade Hoteleira - Belíssimo projecto inacabado Unidade Hoteleira - Belíssimo projecto inacabado Unidade Hoteleira - Belíssimo projecto inacabado Unidade Hoteleira - Belíssimo projecto inacabado Unidade Hoteleira - Belíssimo projecto inacabado Unidade Hoteleira - Belíssimo projecto inacabado Unidade Hoteleira - Belíssimo projecto inacabado Unidade Hoteleira - Belíssimo projecto inacabado Unidade Hoteleira - Belíssimo projecto inacabado Unidade Hoteleira - Belíssimo projecto inacabado
Schlafzimmer: 10
Größe: 758 m2
Boden: 758 m2
Schwimmbad: Nicht verfügbar

Unidade HoteleiraBelíssimo projecto inacabado No centro da cidade e em plena zona histórica de Silves encontra-se este belíssimo prédio, um sonho/projecto inacabado, virado para o sector da hotelaria. Atendendo à sua localização privilegiadaperto da avenida marginal, próximo de parques de estacionamento e de terminais de autocarros e fazendo parte integrante do tradicional roteiro turístico da cidade de Silvesà sua área disponível e às fundações/estrutura já existentes, este edificio tem um enorme potencial em termos de investimento e posterior exploração do negócio vocacionado para o alojamento turístico. É composto por 3 Böden (r/c, 1º e 2º andar e um enorme terraço) ligados entre si por um elevador, áreas amplas, bem delineadas e um espectacular terraço com vistas panorâmicas sobre a cidade. Inserido em zona de muito movimento, diversos tipos de comércio e bastantes opções em termos de espaços de lazer, bares e restaurantes. CURIOSIDADES: « A origem de Silves é difícil de determinar dada a sua antiguidade. A arqueologia permitiu concluir que a região é habitada desde os tempos Pré-Históricos. Silves terá tido origem, muito provavelmente, numa importante feitoria fenícia do 1º milénio a. C., a chamada Cilpes, que distava da atual cidade cerca de dois quilómetros. Encontram-se também vestígios da ocupação romana, no núcleo urbano da cidade. A ocupação muçulmana foi a que exerceu maior influência no território, estando presente desde os séculos VIII e XIII. É durante este período, particularmente nos séculos IX a XII, que Silves se torna num importante centro económico, social e cultural, tendo recebido o título de 'berço da poesia arábico-andalusa', sendo conhecida como a cidade de filósofos e poetas, como Ibn Caci, Ibn Ammar ou o rei Al-Mutamid. No século XII a cidade, denominada Xelb (ou Xilb), era descrita por geógrafos como sumptuosa e imponente e comparada em grandiosidade com Lisboa, Sevilha e Córdova. Do período de ocupação árabe datam os principais monumentos da cidade, dos quais se destacam o Castelo, importante fortificação militar, dos mais bonitos e bem conservados do país, a atual Sé e o Poço-cisterna Almóada, exemplar único à escala mundial» Junta de Freguesia de Silves (site)

Wir verwenden unsere eigenen Cookies und Cookies von Drittanbietern, um die Benutzererfahrung durch Surfen zu verbessern.. Wenn Sie weiter surfen, akzeptieren Sie die Verwendung.

Anmelden

Registrieren

Passwort Zurücksetzen

Bitte geben Sie Ihren Benutzernamen oder E-Mail-Adresse, erhalten Sie einen link, um ein neues Passwort per E-Mail.