Loading...

Investors seek safety in Portugal

The Portuguese real estate market attracts more and more foreigners, who know that within five to ten years will not lose their money.

Cristina Bernardo

It is not now that the housing market Portuguese arouses the attention of international investors. The proof of this is the opening of UrHome Portugal, a real estate agency specializing in the sale and valuation of properties in Portugal.

Bobby O’Reilly, CEO da UrHome Portugal, assegura que a segurança é uma das principais razões para os investidores internacionais apostarem no nosso país. Neste momento, os investidores internacionais procuram Portugal por várias razões. “A principal é a segurança. Qualquer que seja a situação política dos seus países de origem, olham para Portugal como um local seguro para eles e seus familiares, e preveem um futuro mais seguro e tranquilo. Outra das razões que leva a este crescente na procura são as oportunidades de investimento. Eles querem ter a certeza de que os investimentos que fazem são seguros e que no prazo de cinco a dez anos não perdem o seu dinheiro”, explica.

Bobby O’Reilly salienta ainda que a principal vantagem é a oportunidade de aderirem ao programa de residência em Portugal (ARI) e, eventualmente, esperam a oportunidade de obter o passaporte português, o que lhes permite e às suas famílias, ter acesso não só a Portugal como a toda a Europa, nomeadamente oportunidades na educação e na saúde.

Os atrasos na concessão de Vistos Gold têm prejudicado os investidores. “Até agora verificou-se uma grande preocupação com o programa dos Vistos Gold no caso de clientes que já tinham tido acesso ao mesmo.

Recentemente, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras – SEF alterou as regras, o que permite que novos aderentes que entrem possam utilizar todos os escritórios do SEF espalhados por todo o país. Isso deu grande impulso ao mercado e fez com que as pessoas não tivessem receio no atraso dos processos”, admite.

O CEO lembra que há investidores que ainda têm processos em atraso em Lisboa, principalmente nas renovações, mas acredita que tudo vai ser diluído para os outros escritórios (delegações) do SEF no país, o que aliviará os atrasos existentes.

Médio Oriente, África do Sul, Brasil, Filipinas e Vietname são atualmente os principais países de origem dos investidores que procuram oportunidades no mercado imobiliário português, muitos deles em busca de uma residência alternativa. Os chineses, que começaram por ser os principais investidores, estão agora a dispersar, porque o programa passou a abranger outros países.

Quanto ao mercado português, O’Reilly revela que a expetativa é que continue a crescer. A descentralização de Lisboa e Porto para outros mercados regionais, que já estão a atrair investidores, também deverá acentuar-se – uma boa estratégia porque têm mais viabilidade, logo, onde devem procurar para investir o seu dinheiro.

"When we discussed the fact that many celebrities are thinking about moving to Portugal, curiosity increases, especially when those who are already here experienced Portugal with all its offer and disclose it outside. Those who have not experienced yet are surprised by the positive and want to know the country. And we would love to help them discover Portugal ", he concludes.